mct mpeg
Get Adobe Flash player

    Museu Goeldi inicia as atividades da 5° edição do Prêmio Márcio Ayres


    O Prêmio Para Jovens Naturalistas reúne em seu lançamento professores e alunos de mais de 50 escolas da Região Metropolitana. O concurso estimula a investigação científica do tema Biodiversidade Amazônica.

    Agência Museu Goeldi - O lançamento da 5ª edição do Prêmio José Márcio Ayres Para Jovens Naturalistas (PJMA), ocorrido no último dia 16, marcou o início das atividades que mobilizam o universo escolar paraense em torno do concurso. A cerimônia contou com a presença de representantes de instituições que apoiam a iniciativa, pesquisadores do Museu Goeldi e de estudantes e professores da rede pública e privada do Pará, que se reuniram no Auditório Alexandre Rodrigues Ferreira do MPEG.

    Criado em 2003 pelo Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG) e a Conservação Internacional (CI-Brasil), o Prêmio tem como tema a Biodiversidade Amazônica. Filomena Secco, Maria de Jesus Fonseca e Joice Santos, coordenadoras do concurso, explicaram as etapas, o conceito norteador da iniciativa e apresentaram as novidades da edição deste ano. Para auxiliar os interessados no concurso, a organização apresentou um amplo leque de material de divulgação, que inclui o Guia do Educador - voltado aos professores orientadores-, o Manual do Jovem Naturalista - que orienta como desenvolver uma pesquisa científica-, cartazes, banners, folhetos, programas de rádio, chamadas na televisão, mobilização nas redes sociais, disparos para celular, orientação on-line via site do Prêmio e blog da Ebio (Escola da Biodiversidade Amazônica), além da websérie intitulada “Os Naturalistas do Século XXI”, que conta as histórias dos vencedores das edições anteriores e também traz depoimentos da organização – o episódio piloto está postado no Youtube, no site do Prêmio e no blog do Labcom Móvel.

    Patrícia Baião, diretora do Programa Amazônia da Conservação Internacional (CI-Brasil), organização parceria do Museu Paraense Emílio Goeldi desde a primeira edição do Prêmio Márcio Ayres avalia as edições anteriores como um sucesso. “O prêmio serve como uma estratégia de conservação da natureza, destinada aos estudantes”, afirma Patricia.

    Denner Brito Ferreira, um dos vencedores da 4ª edição do Prêmio, considera que o Prêmio José Márcio Ayres é um bom instrumento para despertar o interesse dos alunos pela ciência e pesquisa nas escolas. O estudante falou ainda sobre a pouca iniciativa que há no Estado,e que é de grande importância o aluno ter contato com o tema biodiversidade. Denner ressaltou que pretende seguir a carreira de botânico.

    Serviço - As inscrições para o 5ª Prêmio Márcio Ayres Para Jovens Naturalistas iniciaram no dia 16 de setembro de 2011 e encerrarão dia 20 de agosto de 2012. Para saber mais sobre o prêmio e também conferir a agenda de eventos, acesse o site do Prêmio: http://marte.museu-goeldi.br/marcioayres/.

    Texto: Denilton Resque e Vandilson Rosas Jr.