mct mpeg
Get Adobe Flash player

    INCT perde pesquisadora que inspirou projetos voltados à educação

    Agência Museu Goeldi – Faleceu na manhã do dia 22 de agosto a Professora Doutora da Universidade do Estado do Pará (UEPA) Maria de Jesus da Conceição Ferreira Fonseca. Integrante do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia – INCT Biodiversidade e Uso da Terra na Amazônia, Maria de Jesus coordenava, em parceria com Joice Santos, do Museu Paraense Emílio Goeldi, o subprojeto Escola da Biodiversidade Amazônica – EBio.

    Bióloga de formação e comprometida com a educação, a pesquisadora coordenou diversos projetos voltados à educação para biodiversidade.  Dentre os resultados de seu trabalho, destacam-se a criação do Núcleo de Estudos em Educação Científica, Ambiental e Práticas Sociais – NECAPS, da Universidade do Estado do Pará. Como EBio, Maria de Jesus valorizava a trocas de saberes entre alunos, professores e pesquisadores para maior compreensão da realidade. "Nós, da Escola da Biodiversidade, acreditamos que o processo educacional e a aprendizagem significativa se dá por meio da vivência", afirmava a educadora que estimulava a educação para a biodiversidade e para a formação cidadã de crianças e jovens.

    Prêmio Márcio Ayres – Foi sua tese de doutorado intitulada “A biodiversidade e o desenvolvimento sustentável nas escolas de ensino médio de Belém” a inspiração para a criação do Prêmio José Márcio Ayres para Jovens Naturalistas - PJMA, iniciativa do Museu Goeldi e da Conservação Internacional do Brasil, lançado em 2003. A 5ª edição do PJMA (2011/2012) contou com o apoio da Ebio e teve na coordenação Filomena Secco (MPEG), Joice Santos (MPEG) e Maria de Jesus Fonseca (UEPA). Na websérie "Naturalistas do Século XXI", que conta a história do Prêmio, Maria de Jesus fala sobre como esta experiência pode ampliar os horizontes das escolas e dos alunos paraenses. Clique aqui para assistir.