mct mpeg
Get Adobe Flash player

    Seminário discute contribuições de Bertha Becker para o desenvolvimento da Amazônia

    A pesquisadora Ima Célia Vieira Guimarães, coordenadora do INCT Biodiversidade e Uso da Terra na Amazônia, realizou palestra e lançou o livro “As Amazônias de Bertha Becker”.

     

    Agência Museu Goeldi - Cientistas brasileiros reuniram-se no último dia 17 de novembro na sede do Banco Nacional do Desenvolvimento, no Rio de Janeiro, para discutir o desenvolvimento da Amazônia durante o seminário “As Amazônias de Bertha Becker: contribuições ao debate sobre o desenvolvimento da região amazônica”.

    O seminário foi organizado pelo Comitê de Arranjos Produtivos, Inovação, Desenvolvimento Local, Regional e Socioambiental do Banco Nacional do Desenvolvimento. Veja a programação completa aqui.

    A pesquisadora Ima Célia Vieira Guimarães, coordenadora do INCT Biodiversidade e Uso da Terra na Amazônia, participou do evento destacando o legado, as obras e a atuação da geógrafa Bertha Becker na Amazônia. Na oportunidade Ima também lançou o livro “As Amazônias de Bertha Becker”.

    Da mesa redonda “Sociobiodiversidade e desenvolvimento da Amazônia” participaram especialistas como Raimunda Monteiro, Reitora da Universidade Federal do Oeste do Pará; Sarita Albagli, professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Neli Aparecida de Mello-Théry, professora e coordenadora do Grupo de Pesquisa Políticas Públicas, Territorialidades e Sociedade do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo e Roberto Bartholo, professor de Engenharia de Produção da Coppe/UFRJ.

    Já a mesa redonda “Infraestrutura, ocupação e desenvolvimento da Amazônia” contou com as contribuições de Lia Osorio Machado, professora do Programa de Pós Graduação em Geografia da UFRJ; Claudio Egler, professor do Programa de Pós Graduação em Geografia da UFRJ; Antônio Carlos Galvão, diretor do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE); e de Gilberto Rocha, professor do Núcleo de Meio Ambiente (NUMA) e do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da UFPA.